Ferramentas de Avaliação comportamental no ambiente corporativo

Gerir pessoas não é uma tarefa simples! Cada vez mais, percebemos que os líderes de pessoas costumam ter mais sucesso na gestão do time quando utilizam de indicadores para subsidiar suas decisões, sejam elas de contratação, de desenvolvimento, de treinamento ou até de desligamento de pessoas. Uma ferramenta de análise comportamental adaptada à realidade das empresas, beneficia e muito a gestão de pessoas e, essa análise, quando bem executada com a ferramenta correta, é responsável por revelar qual perfil comportamental o profissional apresenta.

Existem diferentes metodologias de avaliação comportamental no mercado e elas podem ser chamadas de “Assessment”, expressão em inglês, que corresponde a “avaliação”. As ferramentas mais abrangentes de avaliação comportamental, determinam o estilo de personalidade de uma pessoa, enquanto as mais aprofundadas podem ajudar a determinar se um candidato se encaixa em determinada equipe e até qual é o seu ambiente de trabalho ideal, por exemplo. Cada pessoa pensa e age de maneira diferente com base em suas experiências de vida e é justamente o padrão desses comportamentos que a avaliação comportamental visa decifrar através de indicadores.

Geralmente, o Assessment é aplicado em forma de um teste, mais especificamente um questionário, geralmente online, com algumas perguntas sobre a percepção do candidato sobre seu próprio comportamento ou perfil. No geral, a execução do teste, tem duração de 10 a 20 minutos. Não existe resposta certa ou errada, para uma avaliação comportamental. É como se fosse um escaneamento, onde há a identificação do perfil comportamental no atual momento. O profissional a ser avaliado deve responder as perguntas do questionário sozinho, já que a avaliação tem como finalidade analisar a performance individual.

O resultado de uma avaliação comportamental é apresentado em forma de relatório e seu formato é diverso, como um texto descritivo, tabela, gráficos ou até semelhante a um dashboard. O relatório aponta os fatores predominantes do perfil do profissional como: pontos fortes, pontos de desenvolvimento, características que ressaltam no perfil e as características pouco evidentes. O mesmo profissional pode apresentar relatórios diferentes ao longo da vida profissional. Isso significa, por exemplo, que de acordo com a avaliação comportamental, um candidato pode não ser o ideal para a vaga neste momento, porém, daqui dois anos por exemplo, depois que ele adquirir outras habilidades que são importantes para aquela organização, ele pode se encaixar perfeitamente.

Existem diversas opções de ferramentas de avaliação comportamental no mercado. Cada uma delas, utilizará de uma metodologia específica. Algumas delas são: Insights Discovery, DISC, VECA, MBTI, Taqe e outros. Para escolher a melhor ferramenta, é necessário antes, entender quais são principais problemas que o Assessment deve solucionar, por exemplo: definir o perfil um candidato no processo seletivo, levantar as competências dos funcionários, mensurar o clima organizacional, gerar planos de carreira e outros. É importante lembrar que o relatório de Assessment, sozinho, não deve guiar uma decisão, sem uma análise criteriosa da avaliação pessoal do profissional, ou seja o relatório serve como um instrumento de orientação aos líderes.

Com esse artigo, nossa missão era te explicar que os Assessments são relatórios de grande importância e que ajudam a apontar as tendências de comportamento, performance e potencial de colaboradores e candidatos. E você, já utiliza do Assessment na sua gestão?

Bárbara Borges / Sócia na Evoluir Recruiter

Gostou? Compartilhe!

Deixe sua opinião.

Você também pode gostar de ler:

Capa Evoluir News

Edição 017

Nesta edição: 5 dicas para ser um líder inspirador Fala RH!Por Shirlei:Maternidade ehome office Como conduzir um processo demissional? Deu na MídiaLayoffs em tecnologia: O

Newsletter edição 28

Edição 028

Nesta edição: Contratar PJ ou MEI? Tem muita diferença? 4 mitos sobre contratação home office Deu na mídia Mercado tech: salários e tendências para 2024,