Turnover: 5 dicas preciosas para reduzir a rotatividade na sua empresa

Se você ainda não está familiarizado com o termo, Turnover (do inglês) é o índice de rotatividade que representa a taxa média de saída de colaboradores (demissões voluntárias e involuntárias) em relação ao número médio de funcionários de uma empresa em determinado período. Reduzir o índice de Turnover se tornou um dos principais desafios dos gestores.

Uma alta taxa de rotatividade gera gastos relacionados à rescisão contratual, prejuízos na produtividade e uma imagem ruim da empresa.

Um número alto de Turnover pode indicar uma descrição de vaga incompatível, falta de plano de cargos e salários na sua empresa, ambiente pouco amigável, liderança ruim, falta de estrutura e recursos tecnológicos, ausência de feedback e de reconhecimento, entre outros fatores.

Listamos 5 dicas preciosas para que você se atente e trabalhe para conseguir reter talentos na sua empresa:

1. Invista em um processo seletivo de qualidade

O melhor profissional é aquele que tem bem mapeado ao longo de um bom processo seletivo suas competências técnicas e comportamentais. É a velha história da pessoa certa, no lugar e momento certos! Um processo de Recrutamento e Seleção bem feito vale ouro! Para isso, você pode investir em uma consultoria especializada em R&S.

O recrutamento especializado tem recebido cada vez mais foco e atenção por diminuir o tempo de procura por candidatos realmente qualificados à vaga e conseguir encontrar currículos compatíveis com as necessidades da empresa. Clique aqui para saber mais sobre esse serviço.

2. Ofereça treinamento e desenvolvimento de forma constante

Além de oportunizar conhecimento ao seu time, ações de treinamento e desenvolvimento estão na lista dos quesitos que os profissionais mais têm valorizado dentro de uma organização.

Quando a empresa oferece ferramentas adequadas para que o profissional desenvolva o seu trabalho, os resultados tendem a melhorar e muito. Além disso, a organização cultiva no colaborador o sentimento de valorização e pertencimento.

3. Invista em feedbacks

O período de experiência é um momento de extrema importância para o profissional e também para a empresa. É a fase de teste mesmo, onde empresa e profissional avaliarão se aquela relação deve ser mantida após este período inicial.

Com o intuito de valorizar um profissional que está indo muito bem ou direcionar o profissional que não tem atendido as suas expectativas, o feedback no período de experiência é SEMPRE essencial, sendo uma ótima prática para que o colaborador sinta que tem espaço para ser ouvido e contribuir para os resultados positivos da empresa.

4. Ofereça uma remuneração compatível com o mercado

Com um plano de cargos e salários estabelecido, os candidatos têm maior visibilidade sobre as atividades que serão desempenhadas, competências requeridas e critérios que precisa alcançar para conquistar novas oportunidades.

Além disso, o plano possibilita que a empresa transmita ao candidato uma sensação de organização, confiabilidade e preocupação com a carreira dos colaboradores, se tornando mais atrativa.

5. Ofereça um ambiente de trabalho agradável para reduzir o Turnover

Não pense que seu colaborador está interessado apenas em altos salários e benefícios, oferecer um ambiente de trabalho agradável é muito importante para que ele volte no dia seguinte. A qualidade de vida está diretamente ligada à produtividade no trabalho. Um estudo realizado pela Universidade da Califórnia deixou isso ainda mais claro.

A pesquisa identificou que um trabalhador feliz é, em média, 31% mais produtivo, três vezes mais criativo e vende 37% a mais em comparação com outros. Mais do que afetar positivamente a produção da empresa, oferecer um ambiente de trabalho mais descontraído e profissional também é uma maneira de evitar o turnover, fazendo com que os empregadores permaneçam mais tempo na empresa.

Por fim, sempre faça entrevista de desligamento. Os dados destas entrevistas vão lhe possibilitar mapear melhor a realidade da sua empresa e compreender as principais oportunidades de melhorias.

E, caso queira saber mais sobre o que falamos ali em cima sobre investir em uma consultoria especializada em Recrutamento e Seleção, clique aqui, será um prazer tirar suas dúvidas!

Gostou? Compartilhe!

Deixe sua opinião.

Você também pode gostar de ler:

Capa Evoluir News

Edição 017

Nesta edição: 5 dicas para ser um líder inspirador Fala RH!Por Shirlei:Maternidade ehome office Como conduzir um processo demissional? Deu na MídiaLayoffs em tecnologia: O

Edição 020

Nesta edição: 5 dicas para fazer networking Por que contratar uma consultoria especializada em R&S? Deu na mídia Semana de 4 dias de trabalho será